Padrão de Raça Braco Alemão de Pelo Duro

Braco Alemão de Pelo Duro

Raça: Braco Alemão de Pelo Duro
Grupo: Cães de Caça e Tiro
Função: Aponte
País de origem: Alemanha
Aprovado por Osmir de Moraes Bastos - Presidente

RESUMO HISTÓRICO: O Braco Alemão de pêlo duro trabalha como um cão apontador. A origem
da raça, baseada nas idéias de « Hegewald » (Sigismund Freihenr von Zedlitz e Neukirch), data de
antes do final do século XIX (Grifo de Korthals). Desde a virada do século, a raça tem sido criada
seletivamente com o objetivo específico de obter um caçador alemão de pêlo duro autoconfiante e
eficiente no trabalho. Seguindo o princípio « a eficiência deverá definir o tipo » e, como conseqüente
consideração da discrição dos criadores, em obter a melhor matéria ¬prima em tipologia dos tipos de
pêlos duros, (Pudelpointer, Grifo Korthals, Deutsch¬Stichelhaar) introduzindo o Braco Alemão de pêlo
curto, em pouco tempo foi criado uma raça de caçador « eclético » devido à sua versatilidade
e sua prática pelagem resistente a intempéries. Em poucas décadas, em razão dessas qualidades, o
Braco Alemão de pêlo duro tornou-¬se admirado e o mais confiável entre a vasta relação de cães
caçadores na Alemanha e em muitos países do mundo.
APARÊNCIA GERAL: é um caçador inteligente, com muita energia e determinação. A pelagem áspera
protege completamente a pele. Movimenta-se de forma poderosa com ampla cobertura de solo e
fluência.
PROPORÇÕES IMPORTANTES:o comprimento do corpo em relação a altura na cernelha deve ser
ligeiramente maior, aproximadamente uma proporção de 10:9
COMPORTAMENTO e TEMPERAMENTO: de temperamento firme, confiável, equilibrado, não deve temer a
caça ou ter sensibilidade a tiros.Não deve ser medroso ou agressivo
CABEÇA:A cabeça é moderadamente longa e deve estar em proporção ao corpo e sexualmente
definida.
As linhas do crânio e do focinho são ligeiramente divergentes.
REGIÃO CRANIANA
Crânio: chato, largo o occipital é ligeiramente marcado.
Stop: visivelmente definido.
REGIÃO FACIAL
Trufa: bem pigmentada de acordo com a cor da pelagem. Narinas bem abertas.
Focinho: longo, largo, forte e profundo; apresenta um suave nariz romano.
Lábios: grossos, bem ajustados, não pendentes; bem pigmentados, de acordo com a
cor da pelagem.
Maxilares e Dentes: dentes bem desenvolvidos; maxilares fortes com mordedura em tesoura perfeita,
regular e completa, 42 dentes conforme a fórmula dentária.
Olhos: os mais escuros possíveis, nem muito profundos, nem protuberantes, expressão alerta e viva;
pálpebras bem ajustadas e orlas bem pigmentadas.
Orelhas: de inserção alta, tamanho médio, largas e não enroladas.
PESCOÇO: de comprimento médio, musculoso, ligeiramente arqueado e sem barbelas.
TRONCO
Linha superior: reta e ligeiramente descendente.
Cernelha: bem marcada.
Dorso: firme e musculoso.
Lombo: curto, largo e musculoso.
Garupa: longa e larga, ligeiramente inclinada e bem musculosa.
Peito: largo e profundo com antepeito bem definido e o esterno estendido o mais possível para trás;
costelas bem arqueadas.
Linha inferior: seca, elegantemente arqueada e ligeiramente esgalgada.
CAUDA: continuando com a linha superior, portada o mais horizontal possível ou ligeiramente voltada
para cima, sem ser vertical, de espessura moderada. Amputada adequadamente para o propósito da
caça. Nos países onde a amputação da cauda é proibida, esta pode permanecer íntegra. Inteira, deve
atingir o nível dos jarretes e deve ser portada reta ou ligeiramente em sabre.
MEMBROS
ANTERIORES: vistos de frente, retos e paralelos, visto de lado, com as pernas bem colocados sob o
corpo. A autura do cotovelo ao solo é mais ou menos igual a autura do cotovelo a cernelha.
Ombros: as escápulas são bem inclinadas e fortemente musculadas. Boa angulação escápulo umeral.
Braços: os mais longos possíveis, bem musculosos e secos.
Cotovelos: não virando nem para dentro nem para fora. Boa angulação entre o braço e o antebraço.
Antebraços: secos, retos e verticais; ossatura robusta; articulação do metacarpo: forte.
Metacarpos: ligeiramente projetados para a frente.
Patas anteriores: entre ovais e arredondadas, com dedos compactos; bem juntos, almofadadas firmes,
resistentes e bem pigmentadas. Posicionadas paralelas e direcionadas para a frente, tanto parado,
quanto em movimento.
POSTERIORES : vistos por trás, retos e paralelos. Joelhos e jarretes bem angulados; ossatura forte.
Coxas: longas, largas e musculosas, com boa angulação coxofemural.
Joelhos: fortes, bem angulados.
Pernas: longas, musculosas .
Jarretes: curtos, perpendiculares ao solo.
Patas posteriores: de ovais para redondas, com dedos bem compactos e arqueados; bem
almofadados, firmes, resistentes e bem pigmentados. Posicionadas paralelas e direcionadas para a
frente, tanto parado quanto em movimento.
MOVIMENTAÇÃO: visto de lado, o movimento é livre e suave, com bom alcance nos anteriores e boa
força motriz nas posteriores.
PELE: bem ajustada, sem rugas.
PELAGEM
Pêlo: pêlo de arame, duro, muito bem assentado e denso. Pelagem externa de 2 a 4cm de
comprimento; subpêlo denso e impermeável. A silhueta não deve ser modifi cada pela pelagem muito
longa. Aspereza e densidade são necessárias para dar ao cão a melhor proteção contra as intempéries
e ferimentos. A pelagem dos membros inferiores, bem como do antepeito e ventre deve ser mais
curta, porém, densa. A pelagem da cabeça e orelhas deve ser mais curta e mais densa ao mesmo
tempo, mas de forma alguma mais macia. Sobrancelhas bem marcadas e barba forte, não muito longa,
o mais áspera possível, enfatizando a expressão enérgica.
COR
- ruão marrom, com ou sem manchas grandes.
- ruão preto, com ou sem manchas grandes.
- marrom com ou sem marca branca no antepeito.
- ruão claro.
Outras cores não são permitidas.
TAMANHO
altura na cernelha: machos: 61 a 68 centímetros.
fêmeas: 57 a 64 centímetros.
FALTAS: qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como falta e penalizado na
exata proporção de sua gravidade.
- focinho curto ou estreito ou pontiagudo.
- mordedura fraca.
- dorso arqueado ou carpeado.
- constituição física exagerada.
- pálpebras muito caídas.
- cotovelos para fora ou para dentro.
- jarretes de vaca, pernas em barril ou muito juntas, tanto parado, quanto em movimento.
- passo de camelo, saltitante ou movimentação picotada.
- pelagem esparsa ou falta de subpêlo.
DESQUALIFICAÇÕES
- prognatismo superior ou inferior, torção mandibular, ausência de dentes, exceto PM1.
- entrópio, ectrópio, olhos de cores diferentes.
- cauda congenitamente dobrada ou curta.
- falta de pigmentação.
- falta de caráter, medo da caça e, especialmente, medo de tiro.
- agressividade, nervosismo, mordedor de medo.
NOTAS:
- os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem descidos e acomodados
na bolsa escrotal.
- todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento.

Designer by Neoware - Criação e Desenvolvimento de Websites e Sistemas - Desafie nossa Criatividade