Padrão de Raça Cimarrón Uruguayo

Cimarrón Uruguayo

Raça: Cimarrón Uruguayo

Grupo: Cães de Guarda e Utilidade

Função: Cão Boiadeiro, de Caça e Guarda

País de origem: Uruguai

Aprovado por: Osmir de Moraes Bastos – Presidente

 

APARÊNCIA GERAL: o Cimarrón Uruguayo é um cão do tipo molosso, de altura mediana, é forte, compacto, com boa ossatura, musculoso e ágil.

PROPORÇÕES IMPORTANTES:

  • altura na cernelha / comprimento = 10:11
  • a altura na cernelha é igual à altura na garupa.
  • o comprimento do focinho é ligeiramente mais curto que o do crânio.
  • a altura do solo ao cotovelo e do cotovelo à cernelha deve ser igual.

 

TEMPERAMENTO / COMPORTAMENTO: é equilibrado, sagaz, e de grande coragem.

CABEÇA

REGIÃO CRANIANA

Crânio: mais largo que longo; occipital pouco acentuado.

Stop: moderado.

REGIÃO FACIAL

Trufa: ampla e preta.

Focinho: potente. medianamente largo, apenas ligeiramente mais curto que o crânio.

Maxilares / Dentes: maxilares fortes, poderosos. Dentadura forte, alinhada e completa. Mordedura em tesoura (a face anterior dos incisivos inferiores se encaixa verticalmente com a face posterior dos incisivos superiores).

Bochechas: bem desenvolvidas, sem serem demasiadamente proeminentes.

Olhos: de tamanho médio, amendoados. De olhar inquisidor. Qualquer tonalidade de marrom e de acordo com a cor do pelo, quanto mais escuros melhor. Pálpebras aderidas e totalmente pigmentadas.

Orelhas: de tamanho mediano e implantação média, triangulares, caindo lateralmente, e separadas das bochechas. Podem ser cortadas de forma arredondada, semelhante à orelha do puma e sem ultrapassar a metade de seu comprimento (exceto nos países onde o corte das orelhas é proibido por lei).

PESCOÇO: forte, musculoso e não muito longo.

TRONCO

Linha superior: nivelada ou levemente selada. A altura na cernelha é igual a altura na garupa.

Cernelha: bem definida.

Lombo: curto, forte e ligeiramente convexo.

Garupa: de bom comprimento e largura. Inclinada a 30° em relação à linha horizontal.

Sua altura é igual a altura na cernelha.

Peito: profundo, chegando ao menos até o nível dos cotovelos. Largo e bem desenvolvido. Costelas bem arqueadas, sem serem em forma de barril. Antepeito bem definido.

CAUDA: grossa e de implantação mediana. Seu comprimento deve chegar ao jarrete.

Em repouso, é portada baixa; em movimento se eleva na horizontal ou levemente para cima.

MEMBROS

ANTERIORES: vistos de frente, são retos e paralelos.

Ombros: bem inclinados para trás.

Braços: de comprimento igual ao das escápulas.

Cotovelos: não apresentam desvios nem para dentro nem para fora.

Antebraços: retos, com ossos fortes.

Metacarpos: de perfil, levemente inclinados.

Patas: ovais, com dedos bem juntos e almofadas plantares fortes.

POSTERIORES: musculosos e potentes. Vistos por trás, paralelos.

Coxas: bem desenvolvidas.

Joelhos: com boa angulação.

Metatarsos: firmes, de comprimento médio.

Patas: de gato. Almofadas plantares fortes.

MOVIMENTAÇÃO: sem esforço, com boa cobertura de terreno, bom alcance dos membros anteriores e boa propulsão dos posteriores. Os membros se movem de forma paralela, aproximando-se de uma linha média quando aumenta a velocidade.

PELE: grossa e elástica.

PELAGEM

Pelo: curto, liso, rente ao corpo e com subpelo. O pelo longo é falta eliminatória.

COR: tigrados ou baios em todas as suas tonalidades, com ou sem máscara. Os baios podem ser encarvoados. Manchas brancas são permitidas nas seguintes regiões: maxilar inferior, parte inferior do pescoço, antepeito, ventre e na parte inferior dos membros.

TAMANHO / PESO

Altura na cernelha:

machos  -  58 a 61 cm (com tolerância de 2cm)

fêmeas  -  55 a 58cm  (com tolerância de 2cm)

Peso

machos  - 38 a 45Kg

fêmeas  -  33 a 40Kg

FALTAS: qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade e seus efeitos na saúde e bem estar do cão.

FALTAS LEVES

  • comissura labial excessivamente pendente.
  • papada excessiva.
  • bochechas excessivamente proeminentes.
  • falta de mais de 2 PM1.

FALTAS GRAVES

  • manchas brancas fora das regiões especificadas.
  • evidente desvio das proporções importantes.
  • ausência de dimorfismo sexual.
  • altura que não alcance ou ultrapasse a altura estipulada (incluindo a tolerância).

FALTAS ELIMINATÓRIAS

  • cão agressivo ou  medroso.
  • pelo longo.
  • qualquer outra cor não mencionada.
  • prognatismo (inferior).
  • enognatismo (superior).
  • atipicidade evidente.
  • todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento deve ser desqualificado.

NOTA:

  • os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem descidos e acomodados na bolsa escrotal.
Designer by Neoware - Criação e Desenvolvimento de Websites e Sistemas - Desafie nossa Criatividade