Padrão de Raça Exotic Bully

Exotic Bully

Grupo 03: Cães Terrier

País de Origem: Estados Unidos

Aspectos Gerais: O “Exotic Bully” ideal é um cão largo e compacto, com uma cabeça grande e poderosa, com corpo robusto e musculoso. O temperamento é muito estável, tornando-se um companheiro leal como um membro da família. Os animais desta raça gostam de agradar seus donos, são muito afetuosos com seres humanos e sociáveis com outros animais. São cães de companhia. Cabeça: Deve ser grande, larga e bem desenhada, a circunferência da cabeça deve ser igual ou maior que a altura do cão na cernelha. Vista de perfil, a face é curta do occipital à trufa, o stop deve ser bem marcado com uma testa alta e levemente enrugada. A face de frente mostra arcos zigomáticos bem desenvolvidos e masseteres pronunciados. Distância entre os olhos: devem ser moderadamente separados, mas sem exageros. A cabeça é levemente enrugada. FOCINHO: Largo, profundo e curto, com rugas moderadas. A mordida deve ser prognata, porém os caninos inferiores não devem sobressair. Narinas muito estreitas e rugas sobre a narina não são desejáveis. Cães mostrando extremas dificuldades respiratórias são indesejáveis e não devem ser encorajadas. Focinho muito longo são considerados faltas. TRUFA: Larga com narinas abertas. O nariz não deve ser embutido entre os olhos. O nariz deve ter uma pigmentação sólida, todas as cores são aceitas. Ausência total de pigmento é uma falta desqualificante. MORDEDURA: A mordida deve ser prognata, os dentes não devem ser visíveis de boca fechada e caninos inferiores não devem sobressair. Mordedura em torques é aceito. Torções de mandíbula e prognatismo excessivos são consideradas faltas severas. MAXILA / MANDIBULA: Devem ser largos, fortes e quadrados com caninos separados. Quando vista de frente, a mandíbula deve se mostrar bem marcada e com bom encaixe a maxila. ORELHAS: As orelhas em formato de rosa inseridas sobre os lados da cabeça são preferidas. Orelhas caídas são consideradas faltas leves, desde que sejam pequenas e que não se assemelhem com as de um “hound”. Orelhas completamente em pé e que estão em cima da cabeça devem ser consideradas uma falta. Orelhas tipo Hound, pendulares e grandes são uma falta desqualificante. As orelhas podem ser naturais ou cortadas. OLHOS: Devem estar em harmonia com a face, demonstrando uma expressão forte e marcante. Devem ser moderadamente afastados e de tamanho médio. Qualquer cor é aceitável, no entanto, os olhos louçados não são aceitos. Olhos deformados, esbugalhados, cruzados e assimétricos são considerados uma falta grave. PESCOÇO: Curto, grosso, profundo e forte, bem arqueado, com pele justa mantendo a musculatura aparente e bem definida. TRONCO: Musculoso, curto, largo com costelas bem arqueadas, bastante compacto ao limite que não comprometa a saúde do cão e sua locomoção. DORSO: Os machos devem parecer quadrados e equilibrados. As fêmeas devem ser semelhantes tendendo a ter corpo um pouco mais longo. Dorso deve ser curto, plano ou levemente ascendente. PEITO: costelas bem arqueadas (arredondado), peito largo e profundo. A profundidade do peito deve chegar até os cotovelos. Uma caixa vazia ou estreita deve ser considerada uma falta grave. OMBROS: Largos e musculosos, dando a aparência de máxima substancia. Os ombros devem ser bem colocados e angulados. Ombros retos são uma falta. CAUDA: Inserida baixa, lisa, sem pelos ásperos. O ideal é que a cauda atinja o jarrete. Caudas mais curtas, porém lisas e sem nó também são permitidas. A cauda longa deve ser portada baixa e nunca sobre o dorso. Caudas curtas, enroladas, torcida, nodosa, quebradas ou cortadas são consideradas faltas leves. Nenhum tipo de cauda é considerado uma falta grave ou desqualificante. MEMBROS ANTERIORES: Pernas curtas, fortes, de ossos largos, mas não tão curtas que prejudique a atividade do cão. As pernas devem ser bem afastadas. Os cotovelos devem estar relativamente justos ao corpo, bem colocados, estes podem ser levemente arqueados. Antebraços: Muito robustos e fortes, bem desenvolvidos e musculosos, estes podem ser ligeiramente arqueados.  As patas devem ser preferencialmente retas, redondas e firmes, porém patas ligeiramente viradas para fora também são permitidas.  Metacarpos devem ser curtos e fortes, metacarpos fracos ou pés espalmados são considerados faltas. A falta de massa óssea é muito indesejável. Cotovelos que estão soltos são uma falta grave. Pernas tortas são consideradas faltas e sua penalização vai de acordo com a gravidade do problema. MEMBROS POSTERIORES: Os membros devem ser curtos e bem musculosos, com patas redondas. As pernas traseiras devem ter boas angulações de joelho, de modo a permitir uma boa movimentação. Pernas retas, pouco anguladas ou com jarrete de vaca são consideradas faltas e sua penalização vai de acordo com a gravidade do problema. Garupa, ísquio, coxa, articulação, angulação de jarrete, metatarso e patas devem estar em harmonia mostrando um exemplar muito forte, ao limite que não comprometa a saúde do cão.  PELAGEM: Pelo macio, de textura fina, curto, fechado e liso. COR: todas as cores são aceitas com exceção do albinismo. TAMANHO / PESO /ALTURA:Machos: até 42 cm e 37 kg Fêmeas: até 40 cm e 32 kg

 

Designer by Neoware - Criação e Desenvolvimento de Websites e Sistemas - Desafie nossa Criatividade