Padrão de Raça Chihuahua Pelo Curto

Chihuahua Pelo Curto

Raça: Chihuahua

Grupo: Cães de Luxo

Função: Cão de Colo e Companhia

País de origem: México

Aprovado por: Osmir Moraes de Bastos - Presidente

 

APARÊNCIA GERAL: tem a forma de um cão compacto. É de grande importância,o fato de seu crânio ter a forma de uma maçã e que sua cauda é moderadamente longa, muito alta, curvada ou formando um semicírculo com a ponta direcionada para a região lombar.

PROPORÇÕES IMPORTANTES: comprimento do corpo é ligeiramente mais longo do que a altura na cernelha. Deseja-se, porém, um corpo quase quadrado, especialmente nos machos. Nas fêmeas, por causa da gravidez, um corpo ligeiramente mais longo é permitido.

COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: rápido, alerta, cheio de vida e muito corajoso.

CABEÇA

REGIÃO CRANIANA

Crânio: bem arredondado, em forma de maçã (uma característica da raça).

Stop: muito marcado, profundo e largo, já que a testa é alta em relação ao focinho.

REGIÃO FACIAL

Trufa: moderadamente curta e apontando ligeiramente para cima; qualquer cor é permitida.

Focinho: curto; visto de perfil, mantém uma linha reta, sendo mais largo em sua inserção e afinando para a ponta.

Lábios: secos e aderentes.

Bochechas: pouco desenvolvidas, muito secas.

Maxilares / Dentes: mordedura em tesoura ou em torquês (em forma de pinça).

Prognatismo superior ou inferior, assim como qualquer anomalia na posição maxilar ou mandibular deve ser severamente penalizada.

Olhos: grandes e redondos, muito expressivos, nunca proeminentes e completamente escuros. Olhos claros são permitidos, mas não desejados.

Orelhas: grandes, eretas, sem dobras e bastante abertas; largas na inserção, afinando gradualmente em direção às suas pontas ligeiramente arredondadas. Em repouso, inclinadas lateralmente formando um ângulo de 45º.

PESCOÇO

Perfil superior: ligeiramente arqueado.

Comprimento: médio.

Forma: mais grosso nos machos que nas fêmeas.

Pele: sem barbelas. Na variedade de pelo longo, a presença de uma juba de pelos mais longos é altamente desejada.

TRONCO: compacto e bem construído.

Linha superior: reta.

Cernelha: pouco marcada.

Dorso: curto e firme.

Lombo: fortemente musculoso.

Garupa: larga e forte; quase plana ou ligeiramente inclinada.

Peito: caixa torácica larga e profunda, costelas bem arqueadas. Visto de frente, amplo, mas sem exagero; visto de perfil, alcançando os cotovelos. Nunca em forma de barril.

Linha inferior: formada por uma retração ventral, a qual deve ser bem delineada. O ventre frouxo é permitido, mas não desejado.

CAUDA: moderadamente comprida, inserida alta, larga na raiz, afinando gradualmente para a ponta; é plana em sua aparência. O porte da cauda é uma característica importante da raça; em movimento, ela é portada alta, em curva ou em semicírculo, com a ponta direcionada para o lombo, dando equilíbrio ao corpo; nunca portada entre as pernas ou encaracolada abaixo da linha do dorso. O pelo da cauda deve estar em harmonia com o do corpo, de acordo com a variedade. Na variedade de pelo longo, a pelagem forma uma pluma; em repouso, a cauda é pendente e forma um ligeiro gancho.

MEMBROS

Anteriores: vistos de frente, aparecem em uma linha reta com os cotovelos; vistos de perfil, são bem aprumados.

Ombros: secos, moderadamente musculosos.

Braços: com uma boa angulação na articulação escápulo-umeral.

Cotovelos: firmes e aderentes ao corpo, permitindo liberdade de movimentos.

Antebraços: fortes e de bom comprimento.

Metacarpos: ligeiramente oblíquos, fortes e flexíveis.

Patas: muito pequenas e ovais, com dedos bem separados, mas não abertas (nem pés de lebre, nem pés de gato); as unhas são particularmente curvas e moderadamente longas. Almofadas bem desenvolvidas e muito elásticas. Os ergôs são indesejáveis.

Posteriores: bem musculosos com ossos longos, bem aprumados e paralelos entre si com boa angulação entre as articulações coxofemorais, de joelhos e de jarretes, em harmonia com as angulações dos anteriores.

Metatarsos: jarretes curtos, com tendões bem desenvolvidos. Vistos por trás, estão separados, retos e verticais.

Patas: muito pequenas e ovais, com dedos bem separados, mas não abertas (nem pés de lebre, nem pés de gato); as unhas são particularmente curvas e moderadamente longas. Almofadas bem desenvolvidas e muito elásticas. Os ergôs são indesejáveis.

MOVIMENTAÇÃO: apresenta um passo longo e flexível, firme e ativo, com bom alcance e propulsão.

Vistos por trás, os posteriores devem manter-se quase paralelos entre si, colocando as patas dos membros posteriores nas pegadas dos anteriores. Com o aumento da velocidade, os membros tendem a convergir em direção a uma linha central de gravidade. Mostram grande elasticidade e liberdade, sem nenhum esforço, com a cabeça sempre erguida e o dorso firme.

PELE: lisa e elástica sobre toda a superfície corporal.

PELAGEM

Pelos: existem duas variedades de pelos nesta raça:

  • Pelo Curto: curto e bem assentado sobre todo o corpo; ligeiramente mais longo quando apresenta subpelo; pelos escassos na garganta e no abdômen são permitidos; ligeiramente mais longos no pescoço e na cauda, curtos na cabeça e nas orelhas. A pelagem é brilhante e sua textura é macia. Não são aceitos os exemplares sem pelo.
  • Pelo Longo: o pelo deve ser fino e sedoso, liso ou ligeiramente ondulado. O subpelo não deve ser muito denso. A pelagem é mais longa, formando franjas nas orelhas, pescoço, parte traseira dos membros anteriores e posteriores, nas patas e na cauda. Não são aceitos os exemplares com pelo longo e ondulado.

COR: todas as cores, em todas as suas tonalidades e combinações são aceitas.

TAMANHO / PESO: a altura não deve ser levada em consideração nesta raça, somente o peso.

Peso:  ideal: entre  1,5  e  3 kg. São tolerados os cães entre  500g  e  1,5kg.

Serão desqualificados os exemplares com menos de 500g e acima de 3 kg .

FALTAS: qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade e seus efeitos na saúde e bem estar do cão.

  • ausência de dentes.
  • dentes duplos (persistência de dentes temporários)
  • maxilares deformados.
  • orelhas pontudas.
  • pescoço curto.
  • corpo longo.
  • dorso selado ou carpeado (lordose ou xifose).
  • garupa caída.
  • peito estreito, costelas achatadas.
  • cauda: inserção incorreta, curta ou torcida.
  • membros curtos.
  • cotovelos para fora.
  • posteriores juntos.

FALTAS GRAVES

  • crânio estreito.
  • olhos pequenos, inseridos profundos ou protuberantes.
  • focinho longo.
  • prognatismo superior ou inferior.
  • luxação de patelas.

FALTAS DESQUALIFICANTES

  • agressividade ou timidez excessiva.
  • todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento deve ser desqualificado.
  • cães tipo veado (cães com estrutura atípica ou extremamente estilizada: cabeça refinada, pescoço longo, corpo frágil e membros longos).
  • cães com moleira aberta.
  • orelhas caídas ou curtas.
  • maxilares deformados.
  • cães com corpo extremamente longo.
  • ausência de cauda.
  • na variedade de pelo longo: cães com pelo muito longo, fino e ondulado.
  • na variedade de pelo curto: ausência de pelo (alopecia).
  • exemplares de cor merle.
  • peso menor que 500g ou maior que 3kg.

NOTAS:

  • os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem desenvolvidos e acomodados na bolsa escrotal.
Designer by Neoware - Criação e Desenvolvimento de Websites e Sistemas - Desafie nossa Criatividade