Padrão de Raça Biewer Terrier

Biewer Terrier

Raça: Biewer Terrier

Grupo: Cães de Luxo

Função: Cão de Colo e Companhia

País de origem: Alemanha

Aprovado por: Osmir de Moraes Bastos - Presidente

 

APARÊNCIA GERAL: o Biewer tem a aparência de um elegante Terrier, de pelagem tricolor e longa. A pelagem cai reta para ambos os lados, repartida por uma linha que se estende da trufa até a base da cauda. O dorso é plano, com a altura dos ombros igual à altura da garupa. Embora de aparência quadrada, o comprimento do corpo pode ser ligeiramente maior do que a altura na cernelha. A cauda é portada alta, com a ponta direcionada para o dorso e coberta por uma pelagem longa.

COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: o Biewer Terrier tem um temperamento muito alegre e divertido.

Embora, às vezes, travesso, é muito obediente e companheiro leal. Estável e sociável tanto com os humanos e com outros cães, adaptando-se perfeitamente a todos os estilos de vida.

REGIÃO CRANIANA

Cabeça / Crânio: pequena e plana, com stop moderado. Crânio não muito proeminente ou arredondado. Focinho não muito longo e em proporção com o crânio.

Trufa deve ser preta.

Olhos: de tamanho médio, escuros, com expressão inteligente e de inserção frontal.

Podem ser redondos ou amendoados. Não proeminentes e as bordas palpebrais devem ser escuras.

Orelhas: pequenas a médias, em forma de V, portadas verticalmente, eretas, sem serem demasiadamente afastadas, revestidas de pelagem e as pontas devem ser raspadas.

Maxilares / Dentes: os dentes são bem alinhados, com maxilares de igual comprimento. Mordedura em tesoura ou torquês.

TRONCO: de ossatura fina ou média, com boa linha de dorso. A altura nos ombros é a mesma altura da garupa. O comprimento do corpo pode ser ligeiramente maior que a altura do cão. O peito deve ser largo e visto de frente, amplo. Visto de perfil, alcançando os cotovelos. A caixa torácica é moderadamente arqueada, com a linha inferior ligeiramente esgalgada e o lombo curto, mas forte.

MEMBROS

Anteriores: ombros bem colocados, pernas retas e bem revistadas de pelagem.

Posteriores: vistos por trás, os membros posteriores são retos. Vistos de perfil, o joelho é moderadamente angulado.

Patas: redondas; unhas pretas ou brancas.

CAUDA: íntegra e deve ser portada alta, em curva ou em semicírculo, com a ponta direcionada para o lombo. Quando em alerta, ou mesmo muito feliz, a cauda pode ser portada bastante alta e alegremente e neste caso, sempre com a ponta apontada para o lombo. Deve ser coberta por uma pelagem longa, sedosa e solta.

MOVIMENTACAO: fluente e com boa propulsão. Os anteriores e posteriores trabalham corretamente direcionados para frente, o que mantém a linha superior nivelada.

PELAGEM: longa e solta, fina com textura suave e sedosa. O pelo é perfeitamente reto, sem subpelo, não devendo ser lanoso ou ondulado.

COR: branco, azul aço escuro e dourado ou branco, preto e dourado.

  • Na cabeça, a cor pode ser branco, azul aço escuro e dourado; branco, preto e dourado; azul aço escuro/preto e dourado ou até mesmo branco e dourado. O branco na cabeça pode ser encontrado na região do queixo, na ponta do focinho, cana nasal ou até mesmo se estendendo por uma faixa mais ou menos larga, passando por entre os olhos (sulco frontal). O ideal é a distribuição das cores em boa simetria.
  • A coloração da pelagem no corpo deve ser azul aço escuro e branco ou preto e branco. A quantidade de cada cor é de preferência pessoal, sem padrões dominantes.

Na pelagem do corpo não poderá haver qualquer mescla de pelos dourados ou castanhos.

  • Peito, barriga, pernas e ponta da cauda, deve ser absolutamente branca. O branco do peito deve vir até o pescoço, cobrindo o queixo.

PESO: até 3,600 quilos

FALTAS: Qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade.

- coloração dourada ou castanha em qualquer parte do corpo, pernas ou cauda;

- trufa pálida ou despigmentada;

- orelhas de abano ou dobradas;

- qualquer evidencia de reparo cirúrgico;

- peso acima de 3.6 Kg.

-  desclassificantes somente as gerais para todas as raças em termos de morfologia.

-  cães medrosos devem ser desclassificados.

NOTAS:

  • os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem descidos e acomodados na bolsa escrotal.
  • todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento deve ser desqualificado.
Designer by Neoware - Criação e Desenvolvimento de Websites e Sistemas - Desafie nossa Criatividade