Padrão de Raça Terrier Alemão de Caça JAGD

Terrier Alemão de Caça JAGD

Raça: Terrier Alemão de Caça JAGD

Grupo: Cães do Tipo Terrier

Função: Caça 

País de origem: Alemanhã

Aprovado por: Osmir de Moraes Bastos - Presidente

 

APARÊNCIA GERAL: cão de utilidade para a caça, pequeno, geralmente preto e castanho, compacto, bem proporcionado. 

PROPORÇÕES IMPORTANTES 

  •  proporção entre a circunferência do peito  e a altura na cernelha: a circunferência do peito é de 10 a 12 cm maior que a altura na cernelha. 
  •  comprimento do tronco para a altura na cernelha: o corpo é ligeiramente mais comprido do que a altura na cernelha. 
  •  profundidade do peito para a altura na cernelha: em torno de 55 a 60% da altura na cernelha. 

COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: corajoso e duro; tem prazer em trabalhar, resistente, cheio de vitalidade e temperamento, seguro, sociável e fácil de  ser treinado, sem ser tímido, nem agressivo.

CABEÇA: alongada, ligeiramente em forma de cunha, sem ser pontiaguda, o focinho ligeiramente mais curto do que o crânio, do occipital ao stop. 

REGIÃO CRANIANA 

Crânio: plano, largo entre as orelhas, mais estreito entre os olhos. 

Stop: ligeiramente marcado. 

REGIÃO FACIAL 

Trufa: em harmonia com o focinho, nem muito estreito, nem muito pequeno; sem ser fendida. Preta, mas quando a pelagem dominante é marrom, uma trufa marrom é também permitida. 

Focinho: forte, mandíbula distinta, queixo fortemente pronunciado. 

Bochechas: bem pronunciadas. 

Lábios: aderentes, bem pigmentados. 

Maxilares / Dentes: dentes grandes. Maxilares fortes com uma perfeita, regular e completa mordedura em tesoura. Deve ter 42 dentes de acordo com a fórmula dentária. 

Olhos: escuros, pequenos, ovais, bem colocados, de tal maneira que, dificilmente serão feridos. As pálpebras são aderentes. A expressão é determinada. 

Orelhas: inseridas altas, não muito pequenas, em forma de “V”; orelhas semi­eretas, tocando ligeiramente a cabeça. 

PESCOÇO: forte, não muito longo, bem colocado e inserido fortemente nos ombros. 

TRONCO 

Linha superior: reta. 

Cernelha: bem definida. 

Dorso: forte, reto, não muito curto. 

Lombo: bem musculoso. 

Garupa: bem musculosa e plana.

Peito: profundo, costelas bem arqueadas, não muito largo, esterno longo com costelas alcançando bem para trás. 

Linha inferior: elegantemente curvada para trás; flancos curtos e firmes, ventre ligeiramente esgalgado. 

CAUDA: bem inserida na longa garupa, cortada em aproximadamente em 1/3 do seu comprimento. É portada ligeiramente mais para cima do que abruptamente ereta, mas não deverá nunca estar inclinada sobre o dorso. (Em países onde o corte da cauda é proibido por lei, esta poderá ser deixada em estado natural, dessa forma, deverá ser portada horizontalmente ou ligeiramente em forma de sabre). 

MEMBROS 

Anteriores: 

Gerais: vistos de frente, as pernas são retas e paralelas; vistos de perfil, são bem colocados embaixo do corpo. A distância do solo para os cotovelos é aproximadamente igual a distância dos cotovelos à cernelha. 

Ombros: a escápula é colocada bem oblíqua e para trás. É longa e fortemente musculosa. Tem uma boa angulação entre a escápula e o braço. 

Braços: os mais compridos possíveis, bem musculosos e secos. 

Cotovelos: bem aderentes ao corpo, não virando nem para dentro, nem para fora. Boa angulação entre o braço e o ante­braço. 

Antebraços: secos, retos com forte ossatura. 

Articulação do metacarpo: forte. 

Metacarpos: ligeiramente angulado para o solo, ossos mais para fortes do que finos. 

Patas anteriores: frequentemente mais largas do que as posteriores; os dedos bem próximos entre si com almofadas plantares suficientemente grossas, duras, resistentes e bem pigmentadas. São paralelas, tanto parado, quanto em movimento, não virando nem para dentro, nem para fora. 

Posteriores:

Gerais: vistos por trás, são retos e paralelos. Boa angulação entre a coxa e a perna e também no jarrete. Ossos fortes. 

Coxas: longas, largas e musculosas. 

Joelhos: fortes, com boa angulação entre as coxas e as pernas. 

Pernas: largas, musculosas e tendinosas. 

Articulação do jarrete: forte e colocada baixa. 

Jarretes: curtos e verticais. 

Patas posteriores: de ovais para redondas; os dedos colocados próximos entre si, com almofadas plantares suficientemente grossas,  duras, resistentes e bem pigmentadas. 

São paralelas, tanto parado quanto em movimento, não virando nem para dentro nem para fora. 

MOVIMENTAÇÃO: ampla cobertura do solo, livre, com bom alcance de frente e poderosa propulsão do posterior. Os anteriores e posteriores se mantém, paralelos e retos; nunca saltitante. 

PELE: grossa, aderente, sem dobras. 

PELAGEM 

Pelos: lisos, densos; pelos duros ásperos ou pelos lisos grosseiros. 

COR: preto, marrom escuro ou preto acinzentado, com fulvo (amarelo avermelhado). Manchas claramente definidas nas sobrancelhas, focinho, peito, pernas e na base da cauda. Uma máscara clara ou escura é igualmente permitida; pequenas manchas brancas no peito e nos dedos são toleradas. 

TAMANHO / PESO 

altura na cernelha: Machos:  de  33  a  40 cm. 

                           Fêmeas:  de  33  a  40 cm. 

Peso: ( ideal desejado para o trabalho): 

Machos: 9 a 10 kg. 

Fêmeas: 7,5 a 8,5 kg.

FALTAS: qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade. 

  •  faltando um ou dois M3 (Molares) não deve ser considerado como um defeito. 

FALTAS GRAVES 

  •  crânio estreito, focinho estreito e pontudo. 
  •  mandíbula caída, maxilar estreito. 
  •  mordedura fraca, qualquer ligeira irregularidade na posição dos incisivos. 
  •  trufa clara ou manchada. 
  •  olhos claros, muito grandes ou protuberantes. 
  •  orelhas eretas, esvoaçantes, muito pequenas, inseridas muito baixas ou pesadas. 
  •  anteriores rígidos. 
  •  dorso selado ou carpeado, dorso muito curto. 
  •  esterno curto. 
  •  antepeito muito estreito ou muito largo. 
  •  posteriores rígidos, construção pesada. 
  •  cotovelos claramente virados para dentro ou para fora. 
  •  dedos muito fechados ou muito abertos; jarretes de vaca, pernas em barril ou jarretes estreitos, tanto parado quanto em movimento. 
  •  passo de camelo, passo saltitante ou passo afetado. 
  •  patas achatadas, patas de gato. 
  •  cauda inclinada sobre o dorso, inserida muito baixa ou pendente. 
  •  pelos curtos, lanosos, abertos ou fi  nos; alopecia no ventre ou na parte interna das coxas. 

FALTAS DESQUALIFICANTES 

  •  fraqueza de temperamento e caráter, medo de tiro ou timidez na caça. 
  •  prognatismo superior ou inferior, torção de mandíbula, mordedura em torquês parcial ou completa, dentes posicionados irregularmente, falta de dentes com exceção dos M3. 
  •  pigmentação incorreta. 
  •  entrópio ou ectrópio, olhos de cores diferentes, olhos azuis ou manchados.
  •  qualquer outra cor de pelagem, além daquela descrita pelo padrão. 
  •  tamanho acima ou abaixo do descrito. 

NOTAS: 

  •  os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem descidos e acomodados na bolsa escrotal. 
  •  todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento deve ser desqualificado.
Designer by Neoware - Criação e Desenvolvimento de Websites e Sistemas - Desafie nossa Criatividade