Padrão de Raça Chesapeake Bay Retriever

Chesapeake Bay Retriever

Raça: Chesapeake Bay Retriever
Grupo: Cães de Caça e Tiro
Função: Cão de busca
País de origem: Estados Unidos da América
Aprovado por: Osmir Moraes Bastos - presidente

APARÊNCIA GERAL: Uma raça desenvolvida na Bahia de chespeake e que trabalha de forma eficiente
tanto na terra como na água independente da condição climática, se necessário irá quebrar o gelo, ou
nadar em fortes correntes. é uma raça que encanta pela sua inteligencia e eficiencia ao executar o
trabalho a que é submetido
PROPORÇÕES IMPORTANTES: seu comprimento medido do esterno ao ísquio deve ser pouco maior do
que o comprimento medido da cernelha ao solo. A profundidade de peito deve ser na altura dos
cotovelos, e a altura de corpo deve ter a mesma proporção da cernelha aos cotovelos, e dos cotovelos
ao solo.
COMPORTAMENTO e TEMPERAMENTO: A facilidade e vontade desta raça ao trabalho é que faz dela uma
raça muito apreciada, é também um cão de temperamento seguro, carinhoso, corajoso e alegre. Na
seleção de seus exemplares os fatores acima citados são primordiais na escolha dos cães.
CABEÇA
REGIÃO CRANIANA
Crânio: largo e redondo.
Stop: moderado.
REGIÃO FACIAL
Focinho: cana nasal moderadamente curta, proporção de 1:1 focinho /crânio, não deve ser pontudo
Lábios: finos, não pendentes.
Maxilares e Dentes: O ideal é a mordedura em tesoura, mas é aceita a mordedura em torquês.
Olhos: Com expressão inteligente, são de tamanho médio, na tonalidade que varia do amarelado ao
âmbar, devem ser inseridos bem separados.
Orelhas: pequenas, inseridas altas,porém portadas pendentes e a cartilhagem não deve ser grossa, ou
fina demais.

PESCOÇO: Musculoso, forte, ligeralmente mais grosso na região da cabeça, e de tamanho médio.
TRONCO: Não deve ser carpeado, nem grosseiro, mas por ter os posteriores altos, pode parecer
ligeralmente selado. O ventre deve ter um bom esgalgamento.
Linha superior: O posterior deve ser pouco mais alto do que a cernelha, ou apenas altos.
Dorso: Forte e curto
Peito: Costelas bem arqueadas, redondas e naaltura dos cotovelos.
CAUDA: Tamanhp médio, mais larga na raíz. deve ser portada reta ou pouco curvada mas sem enrolar
ou desviar lateralmente.
MEMBROS
Anteriores:
Ombros: devem ser inclinados com plena liberdade de ação, bastante poderosos e sem nenhuma
restrição de movimento.
Metacarpos: ligeiramente angulados e de comprimento médio. Os ergôs devem ser removidos.
Posteriores: bons posteriores são essenciais. Devem ser tão fortes quanto os anteriores.
Não devem ter tendência à debilidade. Os posteriores devem ser especialmente poderosos para prover
impulso para nadar. As pernas são de comprimento médio e retas, exibindo boa ossatura e
musculatura. Devem parecer retos quando vistos de frente ou por trás. Ergôs, se existentes, devem ser
removidos.
Joelhos: bem angulados.
Jarretes: a distância dos jarretes ao solo devem ser de comprimento médio.
PATAS: as palmas devem ser de lebre, de bom tamanho com dedos bem arqueados
e compactos.
MOVIMENTAÇÃO: suave, fluente e sem esforço, dando a impressão de grande força e poder. Quando
visto de perfil, deve exibir bom alcance sem restrição de movimento nos membros anteriores e muita
propulsão nos posteriores, com boa flexão dos joelhos e das articulações dos jarretes. Vindo em nossa
direção, não deve apresentar sinais de que os cotovelos estão se desviando para fora. Por trás, não
deve apresentar indícios de jarretes de vaca. Conforme a velocidade aumenta, as patas tendem a
convergir para a linha do centro gravitacional.
PELAGEM
Pêlo: grosso e curto, em parte alguma maior que 4cm de comprimento, com um subpêlo denso, fino e
lanoso. Nas faces e nos membros muito curto e reto com tendência à ondulação apenas nos ombros,
pescoço, dorso e lombo. Moderadas franjas na parte traseira dos posteriores e na cauda são permitidas.
A textura da pelagem do Chesapeake é muito importante, uma vez que ele é utilizado para a caça sob
as mais adversas condições climáticas, trabalhando, freqüentemente, na neve e no gelo. A oleosidade
da áspera pelagem externa e a lanosidade do subpêlo são extremamente importantes para evitar que
a água fria atinja sua pele e facilite a secagem rápida. A pelagem do Chesapeake deve ser resistente à
água da mesma forma que as penas do pato. Ao sair da água e sacudir¬-se, a pelagem não deve reter
água alguma, ficando meramente úmida.
COR: sua cor deve ser o mais semelhante possível ao ambiente ao qual trabalha. Qualquer tonalidade
de marrom, palha ou cor de grama morta é aceitável; a cor uniforme é preferida. Cor alguma é
preferencial à outra. Uma mancha branca no peito, ventre, dedos ou atrás das patas (logo atrás da
almofada plantar) é permitida, mas quanto menor a mancha, melhor; a cor uniforme é preferida. Tanto
a cor da pelagem quanto a sua textura devem ser levadas em consideração quando julgados tanto nas
bancadas usadas nas exposições (bench) quanto nas pistas. Cicatrizes de trabalho não devem ser
penalizadas.
TAMANHO / PESO
altura: para os machos: 58cm ¬ 66cm;
para as fêmeas: 53cm – 61cm.
Exemplares acima ou abaixo das medidas devem ser severamente penalizados.
peso: para os machos: de 29,5 kg – 36,5 kg;
para as fêmeas: de 25 kg – 32 kg.
FALTAS: qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como falta
e penalizado na exata proporção de sua gravidade.
FALTAS ELIMINATÓRIAS
- agressividade ou timidez excessiva;
- exemplares com falta das características da raça;
- prognatismo superior ou inferior;
- ergôs nos posteriores;
- pelagem encaracolada ou com tendência a enroscar por todo o corpo
- franjas na cauda ou nos membros com mais de 4,5 cm de comprimento;
- cor preta;
- manchas brancas em qualquer parte do corpo que são seja no peito, ventre, dedos
ou atrás das patas.
As questões sobre a pelagem e equilíbrio da aparência geral têm precedência sobre qualquer tabela de
pontos que possa ser elaborada. O Chesapeake deve ser bem proporcionado, um animal com boa
pelagem e bem balanceado em outros pontos é preferível a um que seja excelente em alguns pontos
porém fraco em outros.

ESCALA DE PONTOS:
Cabeça, incluindo lábios, orelhas e olhos 16
Pescoço 04
Ombros e tronco 12
Posteriores e joelhos 12
Cotovelos, membros e patas 12
Cor 04
Garupa e cauda 10
Pelagem e textura 18
Estrutura geral 12
___________
100
MEDIDAS APROXIMADAS
Comprimento da cabeça, trufa ao occipital 24 a 25 cm
Perímetro da cabeça junto às orelhas 50 a 53,5 cm
Focinho abaixo dos olhos 25 a 26,5 cm
Comprimento das orelhas 11,5 a 12 cm
Largura entre os olhos 6,5 a 7 cm
Perímetro do pescoço entre os ombros 50 a 56 cm
Perímetro do lombo 61 a 63 cm
Comprimento do occipital à raiz da cauda 86,5 a 88 cm
Perímetro das coxas 48 a 50 cm
Distância entre as orelhas sobre o crânio 12 a 15 cm
Distância do occipital à cernelha 23 a 24 cm
Distância entre os cotovelos por cima dos ombros 63 a 66 cm

NOTAS:
- os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem desenvolvidos e
acomodados na bolsa escrotal.
- todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento deve ser
desqualificado.

Designer by Neoware - Criação e Desenvolvimento de Websites e Sistemas - Desafie nossa Criatividade