Artigos

14/06/2017

Raça da Semana – Rottweiler

Leal, corajoso e um confiável guardião.

Grupo: Cães de trabalho e utilidade
Função: Cão de guarda e companhia
País de Origem: Alemanha
 
Robusto e imponente, o Rottweiler tem grande prazer em trabalhar. Devido a sua inteligência e resistência, destaca-se em diversas áreas, como cão de guarda, cão policial, pastoreio e companhia. É um guardião nato, e responde muito bem quando treinado.
 
História
A origem do Rottweiler não possui um registro documentado, acredita-se que seja descendente de antigos cães boiadeiros da antiga Roma. Algumas fontes confiáveis descrevem esses antigos cães romanos como um tipo de Mastiff, confiável, robusto, com muita disposição e um forte instinto de guarda.
A transição do cão de pastoreio romano para o cão que conhecemos hoje como o Rottweiler pode ser atribuído às ambições dos imperadores romanos de conquistar a Europa. Foram necessários grandes exércitos para essas expedições e a logística de alimentação desse número de homens tornou-se bem complicada. Não havia um meio de refrigeração, sendo assim o gado acompanhava o exército, surgindo a necessidade de um cão que mantivesse o rebanho intacto durante o percurso.
O Rottweiler continuou sendo utilizado para condução do rebanho até meados do século 19, quando a condução do gado passou a ser proibida. O Rottweiler Metzgerhund (cão de açougueiro) como veio a ser chamado, passou então por momentos difíceis, chegando quase a extinção. Sua função havia sido muito restringida, então ou aprendiam a ser um bom cão de guarda ou não havia motivo para sua existência.
Entre os anos de 1901 e 1907, a excelência como cão policial do Rottweiler começou a ser trabalhada e obteve muito sucesso, o que fez com que a raça ressurgisse. Em 1921 foi formado na Alemanha o primeiro Clube do Rottweiler, e foi dado início então ao estudo da raça e formulação de um padrão oficial.
 
Características e Cuidados
É um cão muito carinhoso com sua família, que adora se jogar no colo de seus familiares. Um amigo inteligente, confiante e guardião que deve ser treinado, para utilizar de forma positiva o seu instinto territorialista. Ele precisa saber que seu dono está no comando, e com um bom trabalho de treinamento, se transformará em um leal companheiro e protetor.
Não requer muitos cuidados com a pelagem, apenas uma escovação regular para tirar o excesso de pelo. Não requer muitos banhos, mensalmente já é o suficiente, banhos demais no Rottweiler pode causar problemas dermatológicos.
Designer by Neoware - Criação e Desenvolvimento de Websites e Sistemas - Desafie nossa Criatividade